domingo, 20 de janeiro de 2013

Epidural e Tattoo não combinam!

Tenho uma espécie de relação "amor-ódio" com Tattoos.

Adoro tatuagens (bem desenhadas e em zonas discretas do corpo) mas tenho horror a fazer uma, por ter receio das inevitáveis alterações da pele, decorrentes do envelhecimento natural.

Ao ler um post da Mãe Ervilha, do blog Era Uma Vez Uma Ervilha (que está quase, quase a nascer!), lembrei-me de vos falar de algo que desconhecia, antes da gravidez.


A minha médica, numa das nossas primeiras consultas, perguntou-me se tinha a zona lombar tatuada. Estranhei a questão e, claro, curiosa como sou, perguntei logo o porquê. Ela explicou-me que uma tatuagem na zona lombar pode impossibilitar a administração da Anestesia Epidural. Ou seja, se o ponto de contacto da agulha tiver tinta, não será possível realizar o procedimento devido à existência de produtos tóxicos para o Sistema Nervoso Central. Se o desenho da tattoo não obstruir este ponto de contacto, então será o Anestesiologista a decidir sobre a possibilidade de realizar o procedimento com segurança.

E atenção: a Epidural pode ser necessária em casos não relacionados com o alívio voluntário das dores do parto, nomeadamente no controlo da dor de um pós-operatório (isto é válido para os homens também!).

Por isso, pensem bem no local da tatuagem e no seu desenho para evitar consequências a longo prazo.





1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...